jusbrasil.com.br
24 de Fevereiro de 2018

Oposição quer votar impeachment 20 dias após comissão ser criada

Ideia é esgotar em 3 semanas prazo na comissão e levar tema ao plenário.

Victor Copque
Publicado por Victor Copque
há 2 anos

Com aval do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deputados da oposição vão tentar levar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff ao plenário da Casa cerca de 20 dias após a criação da comissão que dará parecer sobre eventual afastamento da petista. O prazo para a análise do processo pelo colegiado é de 15 sessões.

Protestos - 13 de Março

A avaliação é que os protestos contra o governo realizados no último domingo (13) poderão impulsionar a aprovação do impeachment, se o processo for iniciado o quanto antes. Na próxima quarta-feira (16), o Supremo Tribunal Federal (STF) inicia julgamento dos embargos apresentados por Cunha que contestam o rito de impeachment fixado pelos ministros da Corte.

Eduardo Cunha em entrevista ao G1:

Se o STF decidir sobre o caso ainda na quarta, a comissão do impeachment será criada na quinta (17). Se o julgamento só terminar na quinta, a eleição dos membros do colegiado ocorrerá na sexta (18).

A partir da instalação da comissão, os membros eleitos terão 15 sessões do plenário da Câmara para votar um parecer pela continuidade ou não do processo e encaminhá-lo ao plenário. Segundo Cunha, a votação no plenário pode ocorrer em três semanas, se houver quórum para as deliberações nas segundas e sextas.

Enquanto isso, diante da magnitude dos protestos de domingo, parcela do PT pretende defender o adiamento da instalação da comissão do impeachment.

Fonte G1

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)